-p.Vinicius.q-
Melhor
Webmaster
_Bolin_
Melhor
Moderador
Melhor
Coordenador
-Salvatori
Melhor
Promotor
Noobzinh4
Melhor
Administrador
DjHaru
Melhor
Pixel Artista
Assuntos calóricos
#EternaBaccons
37
#BacconsAberta
20
#1
7
#ForaCamile
5
#EuSouFloopada
5
Baccons destaques
Deejayma9359
Destaque gorduroso de toda a Baccons Beta, com 16573 gorduras!
Baconrelli
Um recadinho da Baconrelli para toda a equipe: vocês arrasaram!
Ranking de audiência
Ranking do fórum
Emblemas recentes
Link-nos
Notícia: Cyberbullyng, depressão e suicídio no Habbo Hotel
Postado por: [email protected][email protected] em 13/05/2018 18:12 na Categoria: Reportagens

A internet é uma ferramenta livre para quase toda população global, e com certeza, facilitou a vida de todos que a usaram e usam. Mas, assim como todas as outras coisas do mundo, esta também tem seu lado negativo. Uma parte significativa das pessoas que utilizam deste produto se aproveitam dele para disseminar o ódio, a descompaixão e alguns comentários incentivado ao suicídio, além de algumas pessoas fazerem apologia a figuras históricas extremamente odiosas e grupos extremistas que pregam o terrorismo e ódio. 

As redes sociais são um fenomeno momentâneo que além de proporcionar diversão, entretenimento e notícias rapidamente, nos dão um show de ódio que ocasiona em cyberbullyng, depressão e futuramente, suicídios. São vários casos no Facebook, Skype, Twitter, WhatsApp, Snapchat, Instagram e vários outros que nos mostram a crueldade humana e do que algumas pessoas são capazes. É claro que, o Habbo Hotel não está imune dessas situações, e vendo por outro lado, temos uma moderação automática que aparenta ser mais frágil do que pensavámos.

A depressão é uma doença caracterizada pela diminuição ou perda de interesse e prazer pela vida, gerando angústia e prostração, algumas vezes sem um motivo evidente. Algo que as vezes é tratada como "drama" assombra a realidade de milhares de humanos no mundo todo, e ela também está presente nos usuários de um jogo tão popular como o Habbo - as vezes algumas pessoas a adquirem jogando o mesmo.

Embora a Sulake tenha investido fortemente em campanhas de prevenção, ainda não é o suficiente para contornar essa situação constrangedora. 

 

Palavras machucam

 

"...Fora da internet não sou muito diferente do que sou aqui por ser um mundo que eu nunca soube "separar" muito bem, as pessoas justificam seus erros dizendo se tratar apenas de um jogo mas esquecem que estão lidando com pessoas reais e não com bonequinhos em pixels, e querendo ou não algumas atitudes irão refletir MUITO no que você é, tanto é que aprendi da pior forma o que é uma traição e o significado da palavra confiar, tudo isso aqui onde acreditam se tratar apenas de uma brincadeira virtual..." Ken321, Entrevistando Ken321, 05/05/2018.

Andando pelos quartos de um jogo que "nasceu" com a popularização da internet, percebemos a forte presença do cyberbullyng, xenofobia, homofobia, racismo, machismo e outros preconceitos e extremismos. É raro jogar esse jogo, se deparar com essas situações e no final não terminar com seu psicológico abalado.

As vezes se esquecemos que as pessoas do outro lado do computador são reais, e não bonequinhos de pixels. O verdadeiro impactos de uma "simples brincadeira" pode gerar vários outros problemas. O trauma vivido por vários usuários do Habbo Hotel na internet é algo que marcará a vida de todos para sempre.

Milhares de usuários das mais diferentes etnias, orientações sexuais, origens, cores, profissões, cursos e entre outros, acessam o Habbo diariamente e acabam sendo vitimas dessas situações. Pessoas que preferiram se abrir sobre sua orientação sexual no jogo acabam sendo expostas em suas redes sociais privadas. Pessoas que compartilham segredos acabam sendo explanadas para seus familiares e amigos. São tantos acontecimentos deprimentes que ocorrem que as vezes duvidamos da capacidade do ódio do ser humano. Um simples ato de "vingancinha" ocasiona em uma repercussão mais séria que as pessoas podem imaginar.

Pessoas mal amadas praticam o cyberbullyng para sua própria diversão. Estas tiram proveito da humilhação do próximo, apenas buscando inflar seu ego. O ato de expor alguém na frente de todos gera algum tipo de prazer para essas pessoas e nos surpreende ainda mais com a sociedade qual convivemos. 

Precisamos mudar. Mudar a forma a qual tratamos as pessoas. Precisamos mudar. 

 

RPGs: o ódio gratuito

 

RPGs "Role-Playing Game", que em português significa "jogo de interpretação de personagens", são bastante comuns no Habbo Hotel. Grupos de usuários se organizam para a criação de quartos da sua própria temática, e outros grupos vão para interpretar e abusar na sua criatividade na criação e confecção de seus próprios personagens. 

Esse modo de entretenimento no Habbo como também é alvo de pedofilia (saiba mais lendo aqui), é o palco do verdadeiro show de ódio e horror gratuito qual podemos presenciar na internet. Muitas pessoas são discriminadas por serem mulheres, negros e por sua própria orientação sexual. Em alguns casos usuários fazem apologia ao nazismo e quando são acusados de tal coisa dizem que não passa de uma zoeira entre amigos.

Humanos odiosos se infiltram em coisas que são destinadas para a diversão apenas para obter prazer humilhando o próximo. São vários relatos encontrados de pessoas que sofreram com a explanação de segredos e fotos em redes sociais privadas e para seus familiares. Ainda esse ano foi descoberto que uma pessoa chegou a se SUICIDAR após ter seu cybersexo (algo proibido) na internet. A vergonha de acordar todos os dias e lembrar do ocorrido consumiu esse jovem normal como todos os outros, mas que teve sua vida atormentada e ENCERRADA após procurar se divertir. 

É claro que no meio de toda podridão humana existe pessoas de bem, mas mesmo assim, com o tempo, o ódio vai as consumindo e expulsando desse local. O tempo transforma e muda as pessoas. As vezes pensamos que confiamos em alguém só por suas conversas em chats virtuais, mas, percebemos com o decorrer do tempo o quanto ela é falsa. 

 

Precisamos falar sobre a DEPRESSÃO

 

 

São várias campanhas, debates e fóruns promovidos para falar abertamente sobre essa doença que segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) é uma das 10 que mais afeta as pessoas no MUNDO. Mas, mesmo assim, as estatisticas só continuam a subir. 

É engraçado que, quando um arquiteto determina que tal lugar não pode ser construído um prédio, a população concorda. Mas quando um psicológo que estudou vários anos determina que a pessoa está com depressão e merece um tratamento digno, as pessoas julgam como drama. As pessoas tem que mudar seu conceito, tem que parar com esse "achismo", parar com esse pensamento odioso. Precisamos mudar.

É comum encontrar usuários que contraíram essa doença jogando Habbo. Ser desprezado pelas pessoas que acham que seu status em um jogo virtual a faz ser diferenciada do outro é algo ridiculo. E quanto mais vergonhosa a situação, mais dificil a pessoa procurar ajuda, e sem ajuda, sabemos o resultado final da depressão.

Quase todo mundo conhece algum amigo, parente distante ou familiar próximo que acabou se suicidando. Imagine agora como as coisas teriam sido diferentes se alguém tivesse paciência para lidar com a pessoa. Para escutar. Imagine como as coisas teriam sido diferentes se alguém tivesse recomendado ela buscar ajuda e trazer a ajuda para ela? Imagine. 

É um assunto delicado falar sobre a depressão sem deixar sua opinião, mas, precisamos entender acima de tudo, que não é um drama. Precisamos entender que as pessoas precisam de ajuda. Ninguém é blindado. Todos tem sentimentos. 

 

Campanhas de prevenção

 

 

A Sulake Corporation Oy investiu em campanhas de prevenção e combate ao bullyng, também prestou apoio a quem sofre com a depressão e tem pensamentos suicidas. 

Mas a falha na moderação quando denunciamos atitudes odiosas é eminente. O sistema de inteligência artificial apresenta diversos erros, e nos mostra que oferece mais perigo do que proteção. 

 

Levamos em conta que todas as denúncias, exceto Bullyng são ignoradas. Mas, mesmo assim, pessoas má intencionadas usufruem da denúncia do Bullyng com apoio de guardiões para expulsar usuários que não fizem absolutamente nada, enquanto o verdadeiro CyberBullyng corre a solta pelo nosso hotel.

Caso uma pessoa digite "eu vou me matar" ou algo parecido, instantaneamente aparece um recado automático. Embora seja útil para auxiliar pessoas que realmente estão com esse pensamento, mandar ler a Habbo Etiqueta é algo desnecessário, já que lá não cita proibições de ameaçar a própria vida. 

 

Além disso tudo, vemos que o Twitter Oficial do Habbo Hotel segue várias páginas que debatem e dialogam sobre o Cyberbullyng. Fora isso, também temos anualmente uma mini-campanha que discute sobre esse tema e sobre a segurança na internet. Embora tenhamos os embaixadores, seus poderes são limitados e a grande maioria só usa seu cargo por puro status e não para auxiliar na segurança do nosso jogo.

 

 

Atualmente...

 

Ressaltamos que essas situações não são encontradas apenas no Habbo Hotel, mas também em toda a internet e em todos os estabelecimentos e locais do mundo. Até mesmo na sua casa, sabia? 

No mundo e no Brasil os indices de suicídio estão cada vez mais em alta, além da forte presença do Bullyng nas escolas e do CyberBullyng na internet, vários jovens caem sobre a depressão e com o forte estresse abandonam família, amigos e a faculdade. Um problema dificil de se lidar, mas que buscamos firmemente a solução é esse. 

De 2011 à 2015 foram 30 suicídios por dia, sendo a maioria, por enforcamento. Atualmente a maioria das pessoas que dão um fim na sua vida são os jovens e adolescentes (público para qual é voltado o Habbo Hotel), e um dos principais motivo é o BULLYNG. Além dele, todos os tipos de preconceito andam a sua volta levando humanos a renunciarem o direito de viver.

As coisas mudam, os amigos partem, e a vida não para pra ninguém. E esta é a vida da grande maioria do mundo, são felizes e tristes ao mesmo tempo, e as vezes precisamos entender como é que vivem assim. As vezes precisamos entender que as pessoas não conseguem lidar com essas mudanças da vida, que o mundo não das mesmas oportunidades para todo mundo. As pessoas se vão, ou deixam de nos amar, ou não nos entendem, ou nós não as entendemos. E nós perdemos, erramos e magoamos uns aos outros. Por isso, quando for para escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil sempre. Suas palavras podem mudar o dia de alguma pessoa.

Pessoas que sofrem depressão não são dramáticos. E eles podem estar em TODO lugar. Está na sua coleguinha que você chama de gorda, na conhecida que você ouviu chorar no banheiro, na sua família, no seu círculo de amigos, e adivinha? Ela não vai estar lá por muito tempo. 

 

 

Não fique calado, ligue. Não fique parado, ouça seu amigo. Ajude quem precisa. Auxilie quem não tem tratamento e ajude a ter. Acima de tudo, valorize a vida. Porque você, nós, todos somos especiais e fazemos a diferença. Ligue 141. Alguém sempre está e estará disposto a te ouvir.


Essa reportagem foi criada no intuito de: além de conscientizar as pessoas sobre a depressão, também mostrar a todos que sempre terão ajuda. 
Qualquer pessoa que está se sentindo mal ou passando por algo do tipo, a autora da notícia abriu suas redes sociais e o Habbo para ouvir todos os desabafos e mágoas e se compromete em manter o anonimato.
Ligue ou procure ajuda, você é especial, cara.

  

Publicidade
É necessário estar logado para comentar em qualquer área do nosso site!
Caso você ainda não possua uma conta, você pode criar uma clicando aqui.
Comentários (5)
que o mundo se conscientize e principalmente o habbo tome boas medidas para a segurança de seus usuarios. Precisamos falar sobre a depressão! VALORIZE A VIDA.
Por: [email protected][email protected] em 16/05/2018 20:28
A verdade é que as pessoas rebaixam as outras apenas para alimentar o seu ego fraco.
Por: Kestin em 15/05/2018 19:52
Realmente é triste a maneira como uma vida acaba graças a agressões verbais e fisicas, muito triste. Boa reportagem mana
Por: Notificadu em 15/05/2018 17:32
Assunto muito sério Depressão ,que infelizmente tem feito muitas vítimas fatais. No habbo e em outros sites ligados ao próprio jogo o que mais acontece é a famosa exposição o assédio que faz do jogador incomodado uma pessoa perseguida,muitas se sentem acuadas e acabam realmente ficando mal diante de tal situação.Infelizmente não vejo como mudar isso,pq gente maldosa e má intencionada é o que mais existe nesse universo habbiano.
Por: Esquentadaa em 14/05/2018 23:29
São assuntos sérios e delicados, mas que foram bem trabalhados na reportagem.
Por: Deejayma9359 em 14/05/2018 22:13
Copyrights © 2014 - 2018 | Baccons. Todos os direitos reservados a este site da web. Este site não
é de propriedade ou operado pela Sulake Corporation e não é parte do Habbo Hotel®.
Design: ,Nandu
Codificação: Bromarks
Programação: Sr.Colla
122